Home | Agenda Portal | Cidades | Tecnologia | Webmail               

 

Seu IP: 54.226.4.91


Publicidade

Publicidade ...

Vale Tudo


17-02-2019

Por Evelyn Rodrigues e Marcelo Barone — Phoenix, EUA

 

 

Pressão. Talvez, esta tenha sido a palavra mais ouvida por Kron ao longo de seus 30 anos de idade - além de jiu-jítsu, é claro. Ao nascer, no dia 11 de julho de 1988, instantaneamente passou a carregar consigo não só o sobrenome Gracie - o mais entrelaçado possível a uma luta -, mas também a condição de filho de Rickson, considerado uma sumidade quando o assunto é a arte suave. Ao longo da vida, precisou responder infinitas vezes a respeito de como lida com a carga de ver no espelho a imagem refletida de uma lenda dos tatames. O lema "Stay Cool Under Pressure (Fique Frio Sob Pressão)", inscrito na parede de sua academia em Los Angeles, nos Estados Unidos, em alusão à capacidade de manter a tranquilidade mesmo em situação desfavorável, também serve para qualquer cenário de cunho pessoal.

Kron é o filho caçula de Rickson Gracie - antes dele, vieram Kauan, Kaulin e Rockson. Assim como uma criança dificilmente irá se lembrar da primeira vez que jogou futebol, "Ice Cream Kron" (apelido de infância, em um trocadilho com "cone") não se recorda de seus primeiros passos no jiu-jítsu: simplesmente aquela era a sua diversão. Conforme foi crescendo, tomou ciência de que o esporte era sinônimo do seu sobrenome, contudo, na infância dividia os tatames com o skate, conforme relembra sua irmã Kauan.

- A nossa infância foi boa, alegre, nossos pais faziam de tudo para podermos viajar, estudar... O Kron é o caçula, então sempre foi muito amado pela nossa mãe (Kim), que o protegia. Por outro lado, meu pai o fazia mais cascudo, forte. O Kron ia ser profissional do jiu-jítsu ou do skate. Ele era pequeno, bem magrinho e conseguia subir escadarias de 11 degraus com o skate, uma coisa bem difícil de fazer. Mas no jiu-jítsu ele tinha uma grande vantagem por causa da família.

A morte precoce do irmão Rockson, aos 19 anos, em 2000, fez com que Kron consolidasse a ideia de que o jiu-jítsu era o caminho a ser seguido. E foi o que ele viria a fazer anos depois, finalizando todos os adversários que cruzavam o seu caminho nas faixas coloridas dos campeonatos.

- Eu praticamente vi o Kron nascer, porque morei com o Rickson e com o Hélio na Califórnia, em 1990, quando o Kron tinha um ano e pouco ou dois anos. O Kron sempre foi talentoso demais. Desde pequenininho ele brincava de jiu-jítsu, fazia rindo, não tinha maldade. Ele aprendeu um jiu-jítsu refinadíssimo do Rickson e do Hélio. O Rockson era casca-grossa, com uma atitude determinada. O Kron sempre foi um garoto quieto, gente boa pra caramba. Ele não fala muito porque é introvertido e, quando fala, é pausadamente, pensando no que vai dizer. A gente sempre falava que ele entrava calado e saía quieto - rememora Pedro Sauer, faixa-preta de Rickson e amigo de longa data do "Samurai".

Tio de Kron Gracie, o veterano Royler não esquece das viagens com o sobrinho para o Japão, na época em que Rickson Gracie atuava no vale-tudo. O menino, de cerca de dez anos de idade, tinha um olhar impressionante ao vivenciar aquele ambiente.

- Viajamos muito na época que o Rickson lutava no Japão. O Kron ficava com os olhos vidrados, vendo tudo que estava acontecendo. Esse convívio pode ter ajudado a querer fazer parte disso um dia, vendo tudo ao vivo. Eu não sei o que passava na cabeça do Kron, mas poderia ser algo como: "Um dia serei eu". É difícil descrever o sentimento daquele moleque. Eu, quando via os mais velhos, ficava fascinado, queria ser igual a eles, então tenho a impressão que ele sentia a mesma coisa - declarou Royler, que telefonou para Kron durante esta semana para desejar sorte em sua estreia no UFC, neste domingo.

Royler Gracie chamava o sobrinho de "Bonzinho". Ele garante que Kron continua o mesmo e que a fama de marrento é apenas impressão.

- O moleque era tranquilão, quieto. Mais velho ficou mais calado, e o pessoal acha que ele é metido. A verdade é que ele é na dele. O comportamento não mudou, ele sempre foi de falar pouco.

Dez anos mais velho do que Kron Gracie, Fabrício "Morango" Camões também guarda boas recordações do faixa-preta, comparado a um relógio suíço por sua eficiência. O ex-atleta do UFC acredita que, por ter um semblante enigmático, o conterrâneo acaba sendo julgado previamente.

- O Kron é um relógio suíço: não faz barulho, trabalha e sempre foi dedicado nos treinamentos. Na faixa-marrom treinamos muito em San Diego para os mundiais e sempre senti que ele colocava pressão para ter uma boa performance, de chamar a responsabilidade, principalmente depois do falecimento do irmão, que era mais velho. O Kron sempre foi reservado, é difícil arrancar um sorriso dele, mas é muito amigo de quem está ao seu redor. As pessoas julgam sem conhecer. Quando ele vem a San Diego a gente se encontra, mantemos contato pela rede social. Tenho amizade, admiração e respeito por ele.

Royler Gracie chamava o sobrinho de "Bonzinho". Ele garante que Kron continua o mesmo e que a fama de marrento é apenas impressão.

- O moleque era tranquilão, quieto. Mais velho ficou mais calado, e o pessoal acha que ele é metido. A verdade é que ele é na dele. O comportamento não mudou, ele sempre foi de falar pouco.

Dez anos mais velho do que Kron Gracie, Fabrício "Morango" Camões também guarda boas recordações do faixa-preta, comparado a um relógio suíço por sua eficiência. O ex-atleta do UFC acredita que, por ter um semblante enigmático, o conterrâneo acaba sendo julgado previamente.

- O Kron é um relógio suíço: não faz barulho, trabalha e sempre foi dedicado nos treinamentos. Na faixa-marrom treinamos muito em San Diego para os mundiais e sempre senti que ele colocava pressão para ter uma boa performance, de chamar a responsabilidade, principalmente depois do falecimento do irmão, que era mais velho. O Kron sempre foi reservado, é difícil arrancar um sorriso dele, mas é muito amigo de quem está ao seu redor. As pessoas julgam sem conhecer. Quando ele vem a San Diego a gente se encontra, mantemos contato pela rede social. Tenho amizade, admiração e respeito por ele.

 

A determinação é uma de suas características marcantes, segundo a irmã Kauan. O "aprendiz de samurai" não tem hora para treinar - costuma, inclusive, varar a madrugada na academia, ao lado de seus fiéis seguidores.

- O Kron se tornou um dos homens mais dedicados e disciplinados que eu conheço. Tem um foco admirável no treino, trabalha muito, a vida dele se baseia na preparação. Assim como nosso pai, ele é muito leal. Hoje em dia é uma das coisas que mais admiro e respeito nele. O Kron treina tarde para chuchu, especialmente quando tem algum amigo perto dele. Ele leva a profissão muito a sério em todos os aspectos como alimentação e recuperação. Ele me ensina muita coisa sobre alimentação, filosofia, conversa sobre a vida, coisas que ele aprendeu. É meu "big little brother" (grande irmãozinho).

Adepto de uma alimentação saudável e de meditação, Kron gosta de comida japonesa e só come carne que não seja industrializada. Além do skate - que declarou ter "aposentado" para não correr o risco de prejudicar sua carreira -, o faixa-preta é fã de triatlo e de praia. A preferência é pela vida "offline", prova disso é a parcimônia com que utiliza as redes sociais.

- Eu gosto de ficar com meus amigos, ir a praia, curtir, fazer triatlo. É uma coisa que faço mais quando não estou em treinamento. Andar de bicicleta. Eu andava muito de skate. No último ano decidi não andar mais porque na última vez me machuquei - declarou o peso-pena, que não é fã de conceder entrevistas, assim como os amigos Nate e Nick Diaz, o que aumenta o mistério e aguça a curiosidade de quem não tem muitas informações sobre a sua vida.

Criado no bairro do Arpoador, bairro da zona sul do Rio de Janeiro, Kron Gracie costuma ir ao Brasil quando decide tirar férias. O carioca, cujo sotaque é carregado devido aos anos vivendo nos Estados Unidos, explica que a cidade faz parte da sua formação como pessoa.

- A minha casa era no Arpoador, eu pegava onda, gosto do açaí também... A gente que trouxe o açaí para o Rio de Janeiro. A cultura do Brasil, as pessoas do Rio de Janeiro, não tem em outro lugar. É uma cidade maravilhosa e, como falei, me deu muita cultura, me fez muito de quem eu sou. O Rio de Janeiro foi uma grande parte da minha vida, ir para lá todo ano me fez crescer muito como pessoa. Dava para ver a miséria que tem no Rio e a realidade da vida. Você não vê isso em Los Angeles, nos Estados Unidos. Ir para o Brasil todo ano, tendo esse reconhecimento, amigos brasileiros, indo para a favela, esses lugares que têm mistura de classes sociais, foi o que me ajudou a me criar. É uma grande parte da minha alma. Isso me fez até hoje. O Rio de Janeiro, por muitas razões, é parte de mim e sou muito feliz de ser brasileiro - explicou o atleta, cuja conta do Instagram é "riokid" (garoto do Rio, em inglês).

Neste domingo, Kron Gracie vai dar o passo mais largo de sua carreira no MMA: ele debuta no UFC Phoenix, contra Alex Caceres. Invicto, o faixa-preta dominou as atenções na "Fight Week" e seu debute gera expectativa pelo mundo - até Conor McGregor, lutador mais popular da organização, postou no Twitter que está ansioso. O carioca protagoniza o combate de número 5000 da história do evento e, em caso de vitória, quebrará um tabu de 25 anos, afinal, desde o UFC 4, um Gracie não sai do octógono com o braço erguido.

- Estou bem feliz, saudável e com uma oportunidade de fazer uma coisa dessas. Alguém tem que manter (o nome da família). E por acaso sou eu agora.

 

Combate transmite o UFC Phoenix ao vivo e com exclusividade no próximo domingo, a partir de 19h (horário de Brasília). O SporTV 3 e o Combate.com transmitem as duas primeiras lutas do card preliminar ao vivo, e o site acompanha o resto do evento em Tempo Real. Confira o card completo:

UFC Phoenix
17 de fevereiro de 2019, no Arizona (EUA)
CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):
Peso-pesado: Francis Ngannou x Cain Velásquez
Peso-leve: James Vick x Paul Felder
Peso-palha: Cortney Casey x Cynthia Calvillo
Peso-pena: Kron Gracie x Alex Caceres
Peso-meio-médio: Bryan Barberena x Vicente Luque
Peso-pena: Myles Jury x Andre Fili
CARD PRELIMINAR (19h30, horário de Brasília):
Peso-galo: Jimmie Rivera x Aljamain Sterling
Peso-galo: Benito Lopez x Manny Bermudez
Peso-mosca: Andrea Lee x Ashlee Evans-Smith
Peso-leve: Scott Holtzman x Nik Lentz
Peso-palha: Jessica Penne x Jodie Esquibel
Peso-galo: Renan Barão x Luke Sanders
Peso-palha: Alexandra Albu x Emily Whitmire

 

 

 


Esta matéria possui 353 visita(s)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Deixar um Comentário

bar02_dot1x1_black.gif

 

 

 

 

 

 

 

 

Esporte

 

Natureza

 

Rio2016

 

Tv

Após dois gols, Edmílson celebra parceira com o garçom Marlone

 

Brumadinho: cachorros, macacos e mais animais sofrem com a lama

 

EUA conquistam o hexa olímpico e completam 20 anos de invencibilidade

 

Cidade Alerta vai entrar muito mais cedo no ar por causa da novela

Após dois gols, Edmílson celebra parceira com o ga...

 

Brumadinho: cachorros, macacos e mais animais sofr...

 

EUA conquistam o hexa olímpico e completam 20 anos...

 

Cidade Alerta vai entrar muito mais cedo no ar por...


Esta notícia ja foi vista por 716 vez(es)

 

Esta notícia ja foi vista por 234 vez(es)

 

 

Esta notícia ja foi vista por 176 vez(es)

 

 

Esta notícia ja foi vista por 202 vez(es)

 

 

 

 

Vale Tudo

 

Saude

 

Mundo

 

Musas

Cirurgia de Minotauro é bem-sucedida e fragmentos de ossos são retirados

 

Existe remédio para aumentar o volume da ejaculação? Jairo Bouer responde

 

Manifestantes entram no Museu do Índio, no Rio, e polícia fecha via

 

Gracy Barbosa posta foto ousada na web e deixa os seios à mostra

Cirurgia de Minotauro é bem-sucedida e fragmentos ...

 

Existe remédio para aumentar o volume da ejaculaçã...

 

Manifestantes entram no Museu do Índio, no Rio, e ...

 

Gracy Barbosa posta foto ousada na web e deixa os ...


Esta notícia ja foi vista por 655 vez(es)

 

Esta notícia ja foi vista por 1456 vez(es)

 

 

Esta notícia ja foi vista por 1005 vez(es)

 

 

Esta notícia ja foi vista por 473 vez(es)

 

 

 

 

 

Sem título













 

 

 

 

Empresa

 

Webmail

 

 

 

Últimos Comentários

 

Sem título

Fale Conosco

 

Departamento Comercial

 

Fale Conosco

 

Depto de Marketing

 

Suporte Técnico

Outros Interessantes

 

IPMET(Boletim do Tempo)

Trafego Aéreo

 

Últimas Notícias






Sites

 

A Casa Do Frete

Amigos Da Rede

Aquaponia Renaldo Ramos

Estiva Gerbi

Eu Penso Assim

Portal Aguai

Portal Eg

Portal Estiva Gerbi

Portal Holambra

Portal Mogi Mirim

Portal São João Da Boa Vista

Rcorp Data Center

Santuário Rosa Mistica

Secasa Gerenciamento Imobiliario

Serviços De Ti

 

 

 

 

 

 

 


Sem título

Portal Estiva Gerbi

Notícias, Informações E Entretenimento

 

19988702956 Whatsapp

 

Desenvolvido por Rcorp Data Center © 2019